Vendas no Comércio Surpreendem

Data e Hora  artigo publicado em 19/03/2009

Vendas do comércio surpreendem e voltam a crescer após três meses de queda

A alta foi de 1,4% em janeiro sobre dezembro, puxada pelo mercado de automóveis. Em relação a janeiro do ano passado, as vendas no primeiro mês deste ano foram 6% maiores; nesse tipo de comparação, o setor de "Hipermercados, supermercados, bebidas e fumo" deu a maior contribuição para o aumento, subindo 7% no período.
Os dados foram divulgados nesta sexta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A previsão de analistas consultados pela agência de informações Reuters era de queda de 0,2% na comparação com o mês anterior e de alta de 3,9% sobre o mesmo período do ano passado.

Nos 12 meses encerrados em janeiro, o crescimento foi de 8,7% em relação ao período imediatamente anterior.

Veículos: vendas saltam 11%
O volume de vendas cresceu em sete dos dez grupos de produtos pesquisados. O de "veículos e motos, partes e peças" teve um aumento de 11,1% nas vendas em janeiro. O de "livros, jornais, revistas e papelaria" obteve alta de 7,6%, seguido por "móveis e eletrodomésticos" (7,1%).

Tiveram desempenho negativo os setores de "equipamentos e material para escritório, informática e comunicação" (queda de 12,5%), "material e construção" (recuo de 2,8%) e combustíveis e lubrificantes (de 0,7%).

Na comparação com janeiro do ano passado, apenas um setor teve queda das vendas, o de Tecidos, Vestuário e Calçados. Entre as altas, destacaram-se Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo e Móveis e eletrodomésticos.

O IBGE acrescentou que a receita nominal do comércio varejista avançou 2,1% em janeiro sobre dezembro e 11,9% na comparação com igual mês do ano passado.

Fonte: Rádio Belos Montes

shadow

Pesquise aqui por soluções, produtos ou notícias:


Slogan
Subir